Leza questiona a reencarnação em “Coisa Nova”

Originalmente encabeçada por Gustavo Athayde (BIKE, Cabana Café, Sara Não Tem Nome) e Gallo, a Leza após três anos do lançamento de Vice-Versa volta a lançar seu primeiro material solo. A grande novidade é que agora como projeto solo de Gus que para turnês com banda se junta a Izzy (bateria, Los Angeles), Inti (baixista, Espanha) e Rafaela (backing vocal, Portugal).

Aliás, a nova fase da Leza de internacional tem bastantes elementos na bagagem. Além da formação para os palcos que entre os meses de Abril e Maio terá turnê que passará do norte ao sul da Califórnia, o single “Coisa Nova” teve o clipe gravado diretamente do deserto de Joshua Tree com direção do português Rodrigo Pereira.

O espírito do D.I.Y. (faça você mesmo) se faz presente na produção registrada apenas com o auxílio de um iPhone pela portuguesa Rafaela Furtado. A premissa era a de captar imagens que remetessem a letra da composição.

“O local escolhido é perfeito pra se sentir perdido e confuso”, reflete Athayde contando que comenta que além do clamor pela novidade, a faixa discorre sobre a morte e questiona a reencarnação 

Gus se juntará a Izzy (bateria) (Los Angeles), Inti (baixista) (Espanha) e Rafaela (backing vocal) (Portugal) para nova turnê ao lado da Leza. – Foto: Divulgação

Leza “Coisa Nova”

A canção prepara a Leza para seu segundo disco que assim como tantos outros veio dentro do dilúvio pandêmico para ganhar corpo. “Coisa Nova se trata na verdade sobre o sentido literal das palavras, afinal o uso da palavra “coisa” é algo abstrato, dependendo exclusivamente do que a pessoa que a projeta queira se referir.”, conta o artista

Ele ainda comenta que uma experiência bastante pessoal vivida em 2018, em Los Angeles, em um Comedy Show, no qual uma mulher que havia se apresentado como comediante resolveu encerrar seu show pedindo permissão à plateia para acabar o show realizando algo que poderia ser traduzido como “fechar o ciclo de energia”; proporcionando então um exercício de respiração para que os batimentos dos corações entrassem em sincronia inspirou a canção.

Após 6 vezes respirando em sincronia, ela começou a escolher algumas pessoas para explicar em forma de ajuda, coisas específicas que estavam acontecendo na vida dessas pessoas, sem mesmo as conhecerem, detalhes como nome de mãe, cachorro e referencias detalhadas completamente impossíveis de se saber sem ao menos ter uma conversa com cada um.

Até o fim do show, Gustavo não havia sido escolhido para escutar nada do que ela tinha a dizer, mas foi quando ela estava se despedindo de todos, abraçando um por um, que ela lhe abraçou e logo em seguida disse ao músico que ele já havia feito várias passagens pelo planeta Terra, que seu espírito era uma alma muito antiga, que o caminho estava um pouco turvo mas que era pra continuar.

Apesar de Gustavo não ter nenhuma crença específica, o músico não descarta possibilidades, e por isso nessa noite ele acabou carregando para casa uma grande dúvida, que o fez expurgar nessa mesma noite essa música.

Ficha Técnica:

Participação de Pedro Lacerda (bateria) e Felipe Magon (Hamond B3 e Wrulitzer).
Mixagem por Rubens Adatti e Masterização por Pedro Serapicos.
Imagens do clipe também foram registradas pela portuguesa Rafaela Furtado.
Edição e efeitos por Gustavo Athayde e Rodrigo Pereira.
Lançamento Bangue Records.

O post Leza questiona a reencarnação em “Coisa Nova” apareceu primeiro em Hits Perdidos.

Originalmente encabeçada por Gustavo Athayde (BIKE, Cabana Café, Sara Não Tem Nome) e Gallo, a Leza após três anos do lançamento de Vice-Versa volta a lançar seu primeiro material solo. A grande novidade é que agora como projeto solo de Gus que para turnês com banda se junta a Izzy (bateria, Los Angeles), Inti (baixista,
O post Leza questiona a reencarnação em “Coisa Nova” apareceu primeiro em Hits Perdidos.